Brenda Santunioni apresenta suas propostas a Casa do Empresário

A Casa do Empresário, representante do setor empresarial de Viçosa, enviou um ofício aos candidatos à Prefeitura de Viçosa para ouvir suas propostas, especialmente as voltadas ao classe empresarial. O documento foi encaminhado aos 9 postulantes ao cargo executivo  com perguntas referentes a áreas de saúde, educação, economia e geração de empregos. 

Confira as respostas enviadas pela candidata a Prefeita Brenda Santunioni (Patriotas) e veja os principais planos para a gestão. 

1. Inicialmente, gostaríamos de saber quais são os planos e projetos para contribuir com o desenvolvimento econômico de Viçosa?

É fundamental o protagonismo da Prefeitura no sentido de promover o desenvolvimento econômico local através de ações em conjunto com a sociedade civil organizada, a iniciativa privada, as instituições de ensino, as organizações internacionais e a Câmara de Vereadores. Promover e estimular formas de captação de recursos para os Fundos Municipais, já descritas na legislação que criou cada um para que os conselhos possam geri-los com autonomia. Cumprir o Plano Diretor do município de Viçosa e demais planos setoriais aprovados em lei.
Apoiar a reativação da ADEVI (Agência de Desenvolvimento de Viçosa) e ONG Census e junto as mesmas realizar o diagnóstico atualizado da economia municipal a fim de identificar potencialidades e entraves para o desenvolvimento mais eficiente de programas e projetos com o objetivo de melhorar a situação econômica e social de Viçosa. Levantar o diagnóstico e sugerir melhorias que possibilitem o crescimento e o fortalecimento contínuo das micro e pequenas empresas no município em suas legislações e efetivação. Promover amplo programa de formalização das empresas da cidade. Implementar ou subsidiar a criação de uma instituição de microcrédito voltada para as atividades produtivas dos microempreendedores locais nos moldes do banco do povo. Promover verdadeira publicidade, estimulo e legislação para atrair para o Distrito Industrial de Viçosa mais empresas/cooperativas capazes de gerar emprego. Conservar e melhorar a infraestrutura disponível no local e da conservação e limpeza do mesmo. Transformar o atual Departamento de Turismo em Fundação Municipal do Turismo para efetiva promoção do município como destino turístico de eventos técnico-científicos e de entretenimento, observação de pássaros, educacional, cultural, religioso entre outros. Intensificar ações que visem aproximar os centros de conhecimento do município (instituições de ensino superior, Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa – CenTev, entre outros) e a iniciativa privada e o setor público. Incentivar e apoiar a reativação, depois da pandemia, dos telecentros comunitários que já existiram possibilitem a todos os viçosenses o acesso às ferramentas de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), reduzindo, dessa forma, a exclusão digital e social. Incentivar cursos de capacitação com conteúdos e disciplinas ligadas ao empreendedorismo de forma a permitir que os cidadãos obtenham, ainda que de forma preliminar, conhecimento acerca do mercado de trabalho e de como iniciar e gerir atividades econômicas. Organizar de fato o setor dos vendedores ambulantes, com estimulo, cadastros e formalização, capacitação, regionalização das autorizações de comercialização, Realizar, ao máximo possível, as compras da Prefeitura com empresas do município de Viçosa. Respeitados os dispositivos da lei das licitações. Promovendo, através de convênios e parcerias uma consultoria de planejamento de compras públicas, fazendo amplo cadastro das empresas aptas a participar das licitações e promover a capacitação das que ainda não tiverem suas documentações ativas. Apoiar a criação de associações e/ou cooperativas de produtores rurais, artesãos, produtores de gênero alimentícios caseiros e etc. ajudando-as na sua consolidação e na aquisição da infraestrutura para o seu funcionamento e espaço para a comercialização. Participação em feiras temáticas com os produtos produzidos no município para sua publicidade e possível venda em outras praças. Manter e estabelecer parcerias com municípios, associações regionais, governos estadual, federal e demais instituições de apoio à gestão pública municipal, permitindo que Viçosa alcance melhor resultado na gestão de recursos financeiros e de pessoal.

 2. Atentos ao atual contexto, quais as ações imediatas serão tomadas para reduzir os impactos da pandemia, focando principalmente na retomada econômica e na geração de empregos?

Reunião com o setor produtivo, antes mesmo da posse, para verificar a necessidade de modificação na legislação que permita instalação de novas empresas, incentivos às que já estão instaladas, regulamentação das que ainda não possuem, oferecimento de cursos de capacitação, parceria com o setor de eventos, modificação da legislação do uso do espaço público, reorganização das feiras do existentes, criação de novas, dando maior espaço para comercialização dos produtos da agropecuária, artesanato, flores. Revisão das normas de adesão ao distrito industrial, continuar a criação do polo de  moda e outras ações constantes em nosso plano de governo.

3. Qual a sua posição com relação ao último Plano Diretor apresentado à Câmara Municipal e ao que está sendo elaborado?

Fui uma das vereadoras que votaram favorável à aprovação do referido plano. O Estado de Direito Democrático permite a cada politico eleito, de acordo com seu entendimento, votar contra ou a favor de um determinado projeto, basta-me somente à defesa de meu ponto de vista. O Plano Diretor é de suma importância para um município que pretende crescer ordenadamente, fazer justiça social e promover o desenvolvimento de sua gente. Depois de mais de um ano tramitando na Casa Legislativa, com dezenas de reuniões explicativas, com audiência pública, muita reunião interna e discussões públicas, achei temerária sua reprovação. A cidade corre o risco de não poder captar recursos em certas áreas por não ter atualizado o Plano Diretor. Além do mais, valorizo todo o tramite que foi realizado pela equipe responsável, ouvindo as comunidades e recebendo suas sugestões, levando sempre em conta critérios técnicos, sociais, ambientais dentre outros.  Fiz, conjuntamente com representantes da Universidade Federal de Viçosa, Iplam e da Casa do empresário, emenda aditiva que incluía a UFV dentro das normas do Plano Diretor, esta emenda foi aprovada, seria um dos pontos que eu manteria.  Como a comissão nomeada pelo executivo atual, e que tem o vice-prefeito, como presidente, ainda não enviou a nova proposta para a Câmara, e espero que ela esteja pronta antes do final desta legislatura, eu sendo eleita prefeita, me reuniria, antes mesmo de tomar posse, com os delegados e comissão responsável para a confecção do Plano reprovado, com membros da comissão atual, com os vereadores atuais e os eleitos, com representantes de diversos setores e conselhos, e proporia uma agenda célere para que, confeccionássemos com base nas duas propostas existentes uma final, para enfim, enviarmos à Câmara. Pós-pandemia, é impossível pensar o mundo com crenças passadas. Como venho relatando em minha campanha, nossa administração será pautada por ouvir a população e seus representantes, assim como tem sido meu mandato de Vereadora, o qual desempenho com dedicação exclusiva. Ressalto que nosso tempo é curto e será necessário o esforço de todos para que a cidade e zona rural não perca nenhuma oportunidade de progresso, geração de renda, emprego, e preservação do meio ambiente.

4. Para você, como é possível equilibrar os três pilares do desenvolvimento sustentável: social, econômico e ambiental?

Equilibraremos dando atenção o ser humano, com respeito as suas diferenças, capacitando-os para ocupar os seus lugares com eficiência. Unindo os setores, produtivos, ambientais e sustentável em ações já preconizadas por órgãos internacionais e praticadas em diversas camadas da sociedade. Nenhum dos pilares deve funcionar por si só. Há possibilidades que se unidas garantem renda, trabalho e dignidade pra todos, como por exemplo a reciclagem e o turismo rural.

5. Todos sabemos que os problemas com a saúde (em sua grande maioria), estão ligados à falta de saneamento básico e esgoto. Nesse sentido, qual o plano para que tenhamos uma cidade com esses direitos resolvidos, melhorando à saúde para nossa população?

Dar continuidade as obras da Estação de Tratamento de Esgoto é primordial. Manter educação através dos Agentes de saúde de hábitos alimentares, higiene e conservação de seu espaço também deverá ser uma atividade importante em nosso governo, que será pautado pela clareza de informações. Estimular e ampliar a coleta seletiva de resíduos, aproveitar de forma sustentável estes resíduos transformando-os em adubo por exemplo, também é uma questão de saúde pública. Investir no incentivo a construção de estações de tratamento de esgoto caseiras, tanto na área urbana quanto na rural. Fortalecer as ações do Conselho Municipal de Saneamento Básico, garantindo a implementação e Revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico, com a busca de recursos e verbas inclusive por meio do Fundo Municipal de Saneamento Básico; Elaborar e implementar o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Definir um planejamento estratégico de investimentos em ampliação, modernização e manutenção das redes de abastecimento de água e coleta de esgotos, visando à melhoria permanente da qualidade dos serviços de saneamento básico à população; Olvidar esforços para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto de São José do Triunfo;

6. Viçosa como uma cidade polo na região e, agora fortalecida com os cursos na área de saúde, qual o plano de governo para que o nosso município se torne referência na área de saúde?

  • Fortalecer as ações do Conselho Municipal de Saneamento Básico, garantindo a implementação e Revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico, com a busca de recursos e verbas inclusive por meio do Fundo Municipal de Saneamento Básico; Setor de importância ímpar, com possibilidades múltiplas de expansão e táticas de prevenção eficazes, com resultados a médio e longo prazo em qualidade e eficiência nos gastos.

 

  • Manter e ampliar as parcerias com os Hospitais locais fortalecendo os serviços de urgências e emergências, e de média e alta complexidades. Observar detalhadamente o diagnóstico Situacional da Secretaria de Saúde da atual gestão para balizar possíveis decisões.

Atenção Primária 

  • A Atenção Primária à Saúde (APS), na qual o indivíduo (e não a doença) é o foco, pode contribuir para redução do total de internações. Parte de todas as internações ocorridas no sistema de saúde foram classificadas como evitáveis. Na prática, a APS é um acompanhamento do paciente de maneira periódica, estimulando atividades e ações que previnam doenças, contribuindo para evitar exames e internações desnecessárias. As principais causas de internações hospitalares potencialmente evitáveis são: gastroenterite infecciosas e complicações, infecção no rim e trato urinário, e doenças cerebrovasculares. Investir em APS é um benefício para o paciente, em especial os mais idosos, que sofrem mais com internações e doenças relativas à idade.

Ações:

  • Buscar recursos financeiros para estruturar as ESF e ESB construindo, dentro do possível, sede própria das Unidades de Saúde nos bairros onde hoje o imóvel é alugado;
  • Ampliar a cobertura tanto para ESF e ESB;
  • Proporcionar ESTABILIDADE a ESF e ESB para evitar rotatividade da equipe de saúde possibilitando o vinculo entre comunidade e profissional e aumentando a confiança na equipe por parte do usuário;
  • Fortalecer o EMAD (Equipe Multidisciplinar Atenção Domiciliar) com o objetivo a reorganização do processo de trabalho das equipes que prestam cuidado domiciliar na atenção básica, ambulatorial, nos serviços de urgência e emergência e hospitalar, com vistas à redução da demanda por atendimento hospitalar e/ou redução do período de permanência de usuário.

Média Complexidade

  • A média complexidade ambulatorial é composta por ações e serviços que visam atender aos principais problemas e agravos de saúde da população, cuja complexidade da assistência na prática clínica demande a disponibilidade de profissionais especializados e a utilização de recursos tecnológicos para o apoio diagnóstico e outros.

Ações:

  • Ampliar a oferta das especialidades médicas e tipo de exames no Consórcio
  • Intermunicipal de Saúde junto com os municípios que compõe a Microrregião;
  • Ampliar o atendimento nas especialidades médicas na policlínica municipal;
  • Ofertar a população número suficiente de exames laboratoriais e de imagem seja por serviço próprio ou parceria com as clinicas já existentes no município, com o objetivo de diminuir o tempo de espera;
  • Efetivar e ampliar os atendimentos nos CAPS, Serviços de Fisioterapia, TFD (Tratamento Fora de Domicilio), Acesso a Medicamentos.
  • Fortalecer as ações do Centro Estadual de Atenção Especializada (Viva Vida e Hiperdia) com o objetivo de otimizar sua capacidade de atendimento.

Parceria com os serviços já existentes

  • Fortalecer as parcerias com os Hospitais, APAE, Hemominas e outros.
  • Hospitais: Ampliar atendimento no serviço de Hemodiálise;
  • Ampliar atendimento do serviço de saúde mental;
  • Buscar credenciamento junto SES MG/MS de Cirurgia Coroniana (coração);
  • Continuar a interlocução para o credenciamento da Rede Cegonha;
  • Continuar a interlocução para as atividades do Serviço de Doenças Raras ;
  • Efetivar as ações para atendimento da demanda de Cirurgia Bariátrica;
  • Buscar o credenciamento de Cirurgia Buco Maxilo (em andamento);
  • Buscar o credenciamento da Rede de Urgência e Emergência;
  • Buscar credenciamento de neurocirurgia;

Recursos Humanos

Preparar os profissionais tanto de atendimento, administrativo e assistenciais para um atendimento eficaz e humanizado.

Ações:

  • Buscar parcerias com Instituições credenciadas para cursos e treinamentos;
  • Valorizar os profissionais de saúde da prefeitura por meio do oferecimento de infraestrutura de trabalho adequada em consonância com a resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM), melhoria de salário conforme disponibilidade de recursos municipais, flexibilização da carga horária dos médicos por especialidade e a realização de concursos públicos para a contratação e a manutenção de funcionários qualificados.
  • Tornar mais efetiva a atuação da vigilância sanitária de produtos, serviços e ambientes. Continuar o processo de Integração de Viçosa ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Regional.
  • Buscar convênios junto a hospitais de referência na região, para ampliação e melhoria do tratamento oncológico para pacientes do município.
  • Organizar e ampliar a busca pelo credenciamento do município para o tratamento oncológico junto ao SUS.
  • Continuar a viabilização da instalação de uma unidade do HEMOMINAS, o PACE (Posto Avançado de Coleta Externa), já em andamento.
  • Dar atenção ao sistema de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) e Central Informatizada de Regulação de Consultas e Exames.
  • Ampliar e fortalecer a parceria com as Instituições de ensino técnico e superior com cursos na área da saúde.
  • Consolidar a rede de atenção à saúde do idoso e da pessoa com deficiência física e/ou psicossocial.
  • Implementar programa de atenção à saúde da família aos núcleos familiares viçosenses dos detentos.
  • Fortalecer as ações do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) para enfrentamento e combate a drogas lícitas e ilícitas.
  • Através do Consorcio intermunicipal de saúde promover mutirões de acordo com demanda especifica por atendimento para zerar ou diminuir a fila para determinados procedimentos de saúde.
  • Promover a Educação em Saúde através de parcerias entre as entidades estudantis de formação em saúde para capacitação dos funcionários do setor e também da população em geral.
  • Colocar em prática a Lei Municipal Nº 2711/2018(Autoria Vereadora Brenda Santunioni) que dispõe sobre a implantação das Terapias Naturais no âmbito da Política Municipal de Saúde.
  • Promover a educação do Planejamento Familiar aos usuários da rede de Saúde. Colocar em prática a LEI Nº 2.749/2019 que dispõe sobre a obrigatoriedade da publicação mensal no site da Prefeitura Municipal de Viçosa das listas dos exames e consultas de saúde disponíveis nos estabelecimentos da rede pública do município de Viçosa.
  • Colocar em prática a LEI Nº 2.745/2019 que dispõe sobre a obrigatoriedade da divulgação de listagens de pacientes com residência fixa em Viçosa que aguardam por consultas com especialistas, exames e cirurgias, todos de natureza eletiva na rede pública do SUS.
  • Valorizar as práticas integrativas como a equoterapia dentre outras.
  • Implantar o atendimento público as gestantes com objetivo de um parto mais humanizado através dos serviços das Doulas em parceria com instituições de saúde.
  • Promoção da saúde através de parcerias e programas para, dentre outros focos, a prevenção à obesidade infantil e adulta, às Infecções sexualmente transmissíveis.
  • Campanhas e ações para incentivo a uma alimentação saudável, visando fortalecer o organismo e evitar doenças.
  • Ampliar a divulgação sobre a alimentação vegana, vegetariana dentre outras, capazes de dar alternativas a população de escolher seu estilo e hábitos alimentares com informações verídicas e técnicas.

Bem estar animal

  • Viabilizar, através da inserção do profissional Médico Veterinário no NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família, para cuidar dos animais de pequeno porte (cães e gatos), tanto doméstico quanto errante, na prevenção das zoonoses e promoção da saúde.
  • Continuar a estruturação para funcionamento do Centro de Zoonoses.
  • Reestruturação do departamento de Zoonoses incluindo a questão do bem estar animal, com sistema de acolhimento e apuração das denúncias, com capacidade para fiscalização, autuações e multas e para encaminhamento à justiça das denúncias de maus tratos e outras. Regulamentar e efetivar a Lei Municipal de bem estar animal 2689/18 (Autoria da Vereadora Brenda Santunioni).
  • Apoiar a sociedade civil organizada e os voluntários para que a rede de bem estar animal
  • funcione melhor.
  • Criação de permanente e eficaz campanha de esterilização de cães errantes e acolhidos em lar temporário, assim como os da população de baixa renda, da zona urbana e rural, juntamente com a sociedade civil organizada, clinicas particulares, instituições de ensino, empresários, Judiciário e etc. criando o programa “Castramóvel”, que irá, principalmente na zona rural e bairros periféricos, com prévio agendamento da Equipe da Saúde da Família. Apoiar todas as iniciativas de campanhas de esterilização que houver no município. Criar campanhas permanentes, através da rede educacional e outras, para conscientização sobre a saúde animal, com foco na esterilização e do conhecimento do grau de vinculo entre o animal/homem.
  • Sugerir e estimular a criação de uma rede, através do Consórcio Intermunicipal de Saúde, para a implementação de politica do bem estar animal nos municípios que o compõe.
  • Promover a parceria/convênios, com instituições de Ensino Veterinário, clinicas e profissionais liberais para atendimento clinico, internação, exames, cirurgias e tratamentos de animais encaminhados pelas ONG s/parceiros ou encaminhamentos via ESF.
  • Propor legislação que contemple apoio e estimulo aos protetores dos animais independentes, para continuar na ajuda ao município em acolhimento, vacinação, alimentação, hospedagem de animais de pequeno porte e conscientização para o não acumulo.

7. Viçosa é uma cidade reconhecida por ser uma referência em educação e ensino. Diante desse contexto, quais os planos para minimizar os impactos causados pela pandemia que trouxe mudanças significativas o sistema de ensino?

Seguir todas as orientações dos órgãos de saúde, garantindo a integridade dos profissionais da educação, pais e alunos. Planejar a retomada, segundo as orientações da Secretaria de Estado de Educação, Conselho Municipal de Educação. Manter diálogo estreito com as instituições de Ensino superior, para que todo o município possa estar seguro das atividades a serem exercidas na área da educação em 2021.

8. Quais as propostas voltadas para a profissionalização de jovens para que eles tenham mais oportunidades de emprego em nossa cidade?

Como criadora do projeto Viçosa de Voluntários na Câmara, onde pudemos capacitar, em diversas áreas, centenas de pessoas, gratuitamente, pretendo ampliar este projeto e juntamente com o setor de inclusão produtiva da Secretaria de Assistência Social, ampliar ainda mais, o leque de oferecimento de cursos. Compor juntamente com o setor produtivo, arranjos para que se inclua em sua equipe o Jovem aprendiz. Transformar o EJA – Ensino de Jovens e Adultos em um ambiente criativo e que concomitantemente ao estudo regular também ofereça cursos em diversas áreas que podem ser atrativas como o setor de eventos, construção civil e etc. Juntamente com as instituições de Ensino superior, voluntários, classe empresarial, dar suporte a estes projetos. Buscar parcerias como a do SENAR para promover atividades de capacitação para os moradores da zona rural. Buscar parceria com o UAI-TEC e CENTEV para ampliar a oferta de capacitação em diversas áreas dando ênfase a Tecnologia de Informação.

Aproveitando a oportunidade faço uma pergunta: A casa do empresário estará disposta, juntamente com seus associados, a ser parceria do Governo Brenda Santunioni e Wallace Calderano?

Comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


2021 © Casa do Empresário de Viçosa | Desenvolvido por: Interminas