Casa do Empresário e Abrasel se reúnem com Ministério Público para falar sobre o fechamento do comércio

A Casa do Empresário e a Abrasel participaram na tarde da última quinta-feira (10/12) de reunião convocada pelo Ministério Público (MP) para tratar a respeito do fechamento do comércio não essencial em Viçosa. Na reunião estiveram presentes os diretores da entidade, Pedro Galvão e Marinês Alchieri e Adenilson Francis, representante da Abrasel. 

Entre os pontos inicialmente abordados pelo MP, está a gravidade da situação da covid-19 no município e região, especialmente no que se refere ao número de leitos de CTI disponíveis para os pacientes positivos. Ressaltou que entende e tem consciência da situação das categorias afetadas e que por elas serem partes de um "setor organizado" acaba sendo os mais atingidos e penalizados.

Ainda  sobre o assunto, segundo o Ministério Público, a fiscalização encaminhou  documentos  sobre desrespeito ao decreto municipal e destacou  que o órgão público irá tomar as devidas providências na forma adequada e indicada. Também apontou que a Casa do Empresário e a  Abrasel devem estar cientes e assumir o controle da situação diante de algumas posturas ilícitas e atuando na representatividade de modo justo e permitido sem excessos e evitando alterações.

Na ocasião, também abordou a cobrança de uma maior fiscalização municipal e que será necessário que, na próxima gestão, sejam contratadas mais pessoas para o setor, ampliando a fiscalização para pontos que estão além da área central. Além disso, declarou que a MP está ciente das ausências de contribuições dos municípios que fazem uso do sistema hospitalar de Viçosa e reforçou indicou que já possui ação civil pública para resolver as dificuldades diante da falta de diálogo e entendimento dos prefeitos envolvidos. 

Durante a reunião ainda foi ressaltado o importante papel da UFV que tem atuado em parceria com o município e realizado grandes contribuições ao longo deste ano, tanto no campo científico quanto nos investimentos financeiros e orientações de procedimentos

No que se refere às medidas de proteção, destacou que é necessário que a cidade esteja unida em todos os setores no objetivo de promover mais conscientização nas orientações quanto aos protocolos, uso de equipamentos de proteção como uma medida de prevenção e preservação do bem-estar e das vidas, coletivamente e para garantir a estabilidade da realidade e a retomada econômica o mais breve possível.

Por fim, após a posse do novo prefeito, o Ministério Público se comprometeu em participar, na Casa do Empresário, de uma reunião para amplo esclarecimento de tudo que tem sido feito e que poderá vir a ser feito, além de demonstrar a importância da postura do empresariado na contenção desta pandemia.

Logo após a reunião com o Ministério Público, Adenilson se reuniu com o Prefeito Municipal no momento de assinatura do decreto que estabelece novas orientações para o funcionamento do comércio. 

Comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


2021 © Casa do Empresário de Viçosa | Desenvolvido por: Interminas