COES volta atrás e decide manter Viçosa na Onda Vermelha do Minas Consciente

Comércio está autorizado ao funcionamento, mas medidas mais rígidas serão adotadas no município para conter a proliferação do vírus. 

A Casa do Empresário esteve reunida junto aos demais membros do COES para uma reunião extraordinária, na tarde desta segunda-feira (08/03), no auditório do CISMIV. Depois de algumas considerações, foi proposta uma nova votação e, em aprovação pela maioria absoluta dos membros presentes, ficou determinado que Viçosa continuará enquadrada na onda vermelha do Minas Consciente, seguindo a  macrorregião da região Leste do Sul. Deste modo, o comércio não essencial continuará em funcionamento  e o município irá adotar uma série de novas restrições de forma mais rígida, a fim de tentar conter o avanço da covid-19. 

A medida passou a ser considerada por todos, pois, caso Viçosa resolvesse aderir a onda roxa do plano do governo, deveria permanecer enquadrado nela pelos próximos 15 dias, mesmo havendo mudanças no cenário atual.

Franklin Abreu, representante da Casa do Empresário, que esteve na última reunião e defendeu a classe comercial,  voltou a reforçar hoje que adotar medidas mais eficazes e orientar a população é a melhor opção. Ele ainda destacou que um fechamento do comércio neste momento não impactará apenas os empresários, mas diversos colaboradores, que como seus funcionários, dependem do trabalho para garantir o sustento. 

Durante a reunião, os membros aproveitaram para reforçar que as medidas adotadas pelo município poderão ser alteradas a qualquer momento, caso o Estado coloque a macrorregião de Viçosa dentro da onda roxa. Se isso vier a  acontecer, Viçosa será obrigado a seguir todas as deliberações e o poder público perde a autonomia nas decisões. 

Decreto Municipal

Após a mudança na decisão do comitê, será elaborado um novo decreto com todas as regras, que deverá ser divulgado nesta segunda ou, no máximo, na terça-feira (09/03). Ainda não é possível afirmar quais serão todas as restrições adotadas neste documento, mas a suspensão de cirurgias eletivas, barreiras sanitárias nos bairros e restrição de circulação são algumas das medidas que podem constar no documento.

Novos leitos de UTI 

Na reunião também houve a aprovação, por unanimidade, para a abertura de mais 7 novos leitos de UTI que serão instalados no Hospital São Sebastião. As vagas estarão disponíveis para pacientes com covid-19 de Viçosa, de áreas do SUS e convênios, e também para receber pacientes vindos de outros municípios. Após a aprovação pelos membros, agora será feita uma reunião solicitando ao Estado a regulação dos novos leitos para que eles possam começar a funcionar na cidade. 

Comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


2021 © Casa do Empresário de Viçosa | Desenvolvido por: Interminas