Diretor da Casa do Empresário participa da tribuna livre na reunião ordinária da Câmara Municipal para tratar a respeito do decreto de fechamento do comércio de Viçosa

O Diretor da Casa do Empresário, Pedro Lopes Galvão, participou na tarde desta terça-feira (08/12) da reunião da Câmara Municipal de Viçosa para o uso da tribuna, representando a entidade e classe comercial de cidade,  para tratar a respeito do decreto municipal nº 5.584/2020 que determina o  fechamento do comércio e serviços considerados não essenciais em Viçosa. 

No momento, Pedro aproveitou para destacar total desacordo e insatisfação dos empresários e comerciantes que, desde o início, estão adotando todas as medidas de proteção, seguindo as orientações passadas pela prefeitura  e fiscalizando o acesso de consumidores dentro dos estabelecimentos, visando manter a segurança de todos e reiterou que a culpa do aumento do número de casos de covi-19 não é do comércio e que o fechamento irá trazer muitas consequências às empresas e, especialmente aos funcionários. 

“Hoje eu estou aqui pelo apelo ao emprego das pessoas, porque esse é o momento em que os comerciantes teriam um pouco de fôlego. A gente trabalhou o ano inteiro muito apertado, fizemos investimentos para esse período e temos o compromisso de pagar os salários dos nossos funcionários, além dos nossos outros compromissos… Então nosso apelo aqui é pelos empregos, porque se o comércio fechar, infelizmente várias demissões irão ocorrer, é inevitável…" declarou, Pedro. 

Ele ainda reiterou que a Casa do Empresário já encaminhou um documento à Prefeitura pedindo a reavaliação do decreto,  e que o desejo dos comerciantes é serem ouvidos pelo poder administrativo municipal e aproveitou para pedir o apoio aos vereadores que compõem a Câmara Municipal. 

Diante do exposto pelo diretor da Casa do Empresário e com o decreto municipal,  alguns dos vereadores presentes na reunião declararam desaprovação à medida de fechamento do comércio, destacando o compromisso das empresas  na proteção e orientação nas medidas de segurança e a necessidade dos comerciantes em manter o funcionamento das empresas. Além disso, ressaltaram a falta de fiscalização municipal nas ruas e a necessidade de reforçar uma campanha de conscientização da população. 

Clique aqui para acessar a reunião do dia 08/12.

Para conferir a declaração completa do Pedro Galvão, veja o vídeo abaixo. 

Comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


2021 © Casa do Empresário de Viçosa | Desenvolvido por: Interminas